Whatsappp

(21) 985.564.736

Celular

(21) 988.614.508

Campos de Goytacazes/RJ

 (22) 3013.9494 

(22) 3026.2613

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) afeta entre 5% e 13% das mulheres em idade reprodutiva. Trata-se de uma doença endocrinológica complexa, que se caracteriza por distúrbios hormonais que elevam a produção do hormônio masculino (testosterona).


De acordo com o relatório de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas, com dados referentes a 2012 e divulgado pelo Ministério da Saúde em 2013, a porcentagem de brasileiros com mais de 18 anos que tem sobrepeso é de 51% – sendo que 17,4% estão obesos. O excesso de peso atinge 54% dos homens e 48% das mulheres.

1• A mulher é mais infértil que o homem?
MITO. No passado, a mulher era considerada a principal responsável por uma dificuldade para engravidar. Porém, hoje, está comprovado cientificamente que em 30% dos casos a infertilidade é do casal, em 30% é da mulher e em 30% é do homem. Os 10% restante são de infertilidade sem causa aparente – não se encontrou nenhuma alteração nos exames. Não existe um único responsável.

• O cigarro pode causar infertilidade?
VERDADE. O cigarro possui efeito nocivo à saúde reprodutiva. No tratamento de fertilização in vitro, as mulheres fumantes precisam do dobro de tentativas para engravidar do que em relação às mulheres que não fumam. Em relação ao homem, a qualidade e a quantidade do esperma também são alteradas pelo consumo do tabaco – ocorre uma queda de 22% na concentração do esperma.

• O tratamento de fertilização resulta sempre em nascimento múltiplo?
MITO. É permitida a transferência de até dois embriões em mulheres de até 35 anos de idade; até três embriões em mulheres entre 36 e 39 anos e até quatro embriões em mulheres com 40 anos ou mais. Isso significa que quanto mais a mulher for jovem, maior será a chance de nascimento múltiplo. No entanto, não passa de 30% a incidência. Próxima aos 40 anos, as chances diminuem muito.

• O congelamento de óvulos pode preservar a fertilidade?
VERDADE.Para preservaram sua fertilidade, o congelamento de óvulos é uma importante opção para as mulheres que, por diversas razões, desejam ou ainda precisam postergar a maternidade para depois dos 35 anos. Atualmente, novas técnicas no congelamento e descongelamento garantem uma recuperação de 95% dos óvulos criopreservados. Não há diferença entre o óvulo fresco ou não.

 

1Junho é Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade e a FERTIPRAXIS usará a campanha como um alerta para estimular casais a buscarem tratamentos adequados, quando a dificuldade para engravidar é constatada. Os conteúdos publicados também visam apontar as principais formas de prevenções desta doença, que  atinge aproximadamente 15% da população segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Acompanhe neste espaço conteúdos periódicos que podem ajudar. 

Acompanhe nas redes sociais

 


Informações de Contato

Barra da Tijuca
Avenida das Américas, 4666 salas 312/313
Centro Médico Barrashopping
Rio de Janeiro / RJ

Leblon
Av. Ataulfo de Paiva, 135 - Sala 1414
Ed. Cidade Leblon
Rio de Janeiro / RJ

Campos de Goytacazes/RJ
Dra. Joyce Barreto
Rua Saldanha Marinho, 458 - sala 1215
Ed. Connect

 

Barra da Tijuca