Giovana Medeiros, tem 24 anos e hoje trabalha na mesma clínica onde nasceu e com a mesma médica que fez o tratamento da mãe dela 

A comemoração entusiasmada dos pais nos aniversários, sempre chamou a atenção da menina Giovana, mas só quando ela completou 15 anos é que os pais decidiram contar a história do seu nascimento. “Todo ano meus pais faziam questão de comemorar com muito afinco meus aniversários e descobrir toda a história por trás da luta deles para conseguir realizar o sonho de ter um filho, passou a fazer muito mais sentido. Até hoje me emociono, pois sei que não foi uma jornada fácil”, conta visivelmente emocionada. 

A ciência da Reprodução humana ainda era, relativamente, recente e o tratamento dos pais de Giovana foi um dos primeiros da clínica Fertipraxis, inaugurada havia pouco tempo. Eles foram atendidos pela Dra. Maria do Carmo Borges Souza, que seguiu o protocolo de exames para diagnosticar a causa da infertilidade do casal e indicar o melhor tratamento. O casal já vinha tentando engravidar por meios naturais por mais de um ano e buscar o tratamento especializado foi a opção que fizeram para realizar o sonho de ter um filho. A pequena Giovana foi fruto de um bem sucedido tratamento de Fertilização In Vitro, uma menina saudável que sempre trouxe alegria para os pais. 

Uma feliz coincidência 

Giovana não esconde que a escolha pela medicina teve muita a ver com a sua própria história. Ela acompanhou de perto toda a felicidade dos pais e o desejo de fazer outros casais tão felizes quanto eles, falou mais alto. “Antes mesmo de entrar na faculdade, eu já sabia que queria me especializar em ginecologia e obstetrícia por causa do histórico dos meus pais de infertilidade”, afirma. 

O que ela não sabia é que a opção profissional a levaria de encontro a sua história. A residência médica para especialização em Reprodução Humana foi na clínica onde os pais dela fizeram tratamento. E mais, a médica que a ajudou a vir ao mundo é agora quem a ajuda no seu desenvolvimento profissional. “Foi em um dia comum, conversando com o Dr. Roberto Antunes (especialista em Reprodução humana da clínica Fertpraxis) que eu descobri, acidentalmente, que havia sido gerada no mesmo lugar onde estava fazendo residência e trabalhando com a mesma médica e diretora da Clínica, Dra. Maria do Carmo, que ajudou tanto os meus pais”, atesta. 

A médica contou ainda que ao descobrir a coincidência sentiu uma felicidade profunda e a primeira ação foi contar para a mãe. “Liguei para a minha mãe na hora, e ela imediatamente lembrou da Dra. Maria do Carmo, disse que ela era sua médica e ficou muito entusiasmada e feliz”, recorda, antes de se emocionar ao comentar a feliz coincidência. “Trabalhar com a pessoa que tornou realidade o sonho dos meus pais, trouxe uma nova percepção e admiração pela doutora que transformou o que era impossível, em possível para a família Medeiros”.  

O desejo de trazer felicidade a casais inférteis 

Giovana conta que sempre se emociona quando presencia a realização do sonho de outros casais na clínica Fertipraxis. As chances de uma gravidez ser bem sucedida no tratamento de fertilização in vitro, são de 50%. E saber que ciência e a dedicação dos médicos tornaram possível o sonho dos pais dela, dá esperança para tantos casais que tem hoje o sonho de ter filhos. “Me sinto lisonjeada de poder compartilhar essa história. Sei que para muitos tentantes a espera é, no mínimo, angustiante. Sinto o coração quente de saber que algumas futuras mamães vão ouvir minha história e cultivar dentro de si uma sementinha de esperança, e por isso, fico muito feliz”, motiva.  

Ser mãe: com ou sem tratamento de fertilização 

Giovana Medeiros está no auge da sua capacidade fértil e sabe que ainda tem tempo para deixar a natureza agir – A mulher costuma manter a reserva ovariana nos mesmos níveis até os 35 anos. Mas como toda mulher moderna, ela ainda tem muito a conquistar na vida pessoal e na carreira. Encontrar a pessoa certa para dividir o sonho e se firmar como uma profissional bem sucedida são as prioridades no momento. E quando o desejo da maternidade for mais forte, Giovana sabe que se a natureza precisar de uma ajudinha, ela sabe bem onde encontrar esse apoio. O certo é que os futuros pacientes da Doutora Giovana podem ter certeza que vão encontrar uma médica que sabe perfeitamente o que cada um dos casais estará passando. “Meu sonho é ser mãe, acima de qualquer coisa. Entendo todos os sacrifícios, orações e momentos de sofrimento que meus pais passaram até o sonhado positivo. Hoje, trabalhando na área, entendo a aflição dos casais que sofrem de infertilidade e toda vez que acompanho um caso bem-sucedido, não perco a oportunidade de chorar junto com os casais”. 

Um time de sucesso ao lado de Giovana 

A médica que fez o tratamento dos pais de Giovana é hoje uma das mais bem-sucedidas profissionais de reprodução humana do país, a Dra. Maria do Carmo preside a REDELARA, Rede Latino-americana de Reprodução Assistida e é membro atuante da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida. É uma das principais referências da especialidade e forma com os doutores Marcelo Marinho e Roberto Antunes o time de especialistas da Fertipraxis. “Desde que iniciamos o nosso trabalho na clínica a realização de sonhos foi o que sempre nos moveu. Ver casais tentantes chegarem até nós com o olhar de esperança e ver saírem daqui com o bebê no colo é o que nos estimula a sempre buscar o melhor”, avalia o Dr. Marcelo Marinho.  

A clínica cresceu desde quando Giovana nasceu e além da unidade do Barra Shopping, na zona oeste do Rio, onde os pais dela fizeram o tratamento, há unidades em Ipanema, na zona sul carioca, e na cidade de Campos, no Norte-fluminense. “Nós estamos terminando a expansão da nossa unidade na Barra da Tijuca e queremos, ainda por muito tempo, tornar possível o sonho de casais, como foi o caso dos pais da Giovana”, finaliza o Dr. Roberto Antunes.